Nós também sangramos

Muito se fala sobre a sexualidade das pessoas com deficiência, sempre ressaltando as dificuldades em encontrar parceiros ou em alternativas para tornar o ato sexual mais viável e prazeroso. Nesse campo, para as mulheres com deficiência o assunto se restringe aos seus corpos e como lidar com a normatização social sem perder sua autoestima. Entretanto, sexualidade … Continuar lendo Nós também sangramos

O que a Berenice não disse

Mês passado fui convidada a participar de um bate papo em uma agência de publicidade aqui em Belo Horizonte. A proposta era falar sobre a campanha da Vogue com a Cléo Pires e discutir a importância da representatividade nas propagandas. Expus a complexidade no processo de identidade das mulheres com deficiência em uma sociedade padronizada como a … Continuar lendo O que a Berenice não disse

A Yura veio até mim após ver meu material com Disbuga. Lembro da nossa primeira conversa, ela ainda estava iniciando sua descoberta como mulher com deficiência e tinha muitas perguntas. Foi uma troca interessante que mais tarde resultou em um lindo desabrochar. Hoje aquela menina tímida, deu lugar a uma jovem super criativa e consciente … Continuar lendo

Ela não anda, ela arrasa: Ieska Tubaldini

2015 foi um ano MUITO CABULOSO, mas encerrou me trazendo cada presente bom que me sinto ingrata de reclamar dele. Ieska certamente foi um desses. Aliás, podemos dizer que as deusas do feminismo cruzaram nossos caminhos, pois ela me veio após a divulgação maciça do meu texto "Feminismo sobre rodas". Após esse encontro descobri seu blog … Continuar lendo Ela não anda, ela arrasa: Ieska Tubaldini

Ela não anda, ela arrasa: Fernanda Härter

A palavra do "Ela não anda, ela arrasa" de hoje vai para uma mulher que admiro muito pela delicadeza de sua personalidade e firmeza em suas vontades. Fernanda é só simpatia, consegue conquistar todo mundo com o jeitinho dela, porém quando o assunto é feminismo e os direitos da mulher com deficiência a suposta fragilidade dá lugar a … Continuar lendo Ela não anda, ela arrasa: Fernanda Härter

Ela não anda, ela arrasa: Bia Cardoso

Hoje, dia 8 de março, é o dia internacional da mulher. Essa data foi escolhida após uma conferência na Dinamarca como forma de homenagear as várias operárias de uma fábrica de tecidos, brutalmente assassinadas durante uma greve pela melhoria das condições de trabalho. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs … Continuar lendo Ela não anda, ela arrasa: Bia Cardoso